domingo, 10 de agosto de 2008

Estados da Pele e Tipos de Pele

Neste Post vou falar em Estados da Pele.

Podemos Avaliar o estado da pele através de vários tipos de exames, devemos ter em conta que nesses exames, a pele deve estar limpa e devemos ter atenção a certos aspectos como:

  • Cor
  • Brilho
  • Tacto
  • Espessura
  • Vascularização
  • Grão da Pele
  • Flexibilidade
  • Acidentes Cutâneos

Como falei anteriormente a espessura da pele varia, a parte mais fina é a da pálpebra, o que a torna mais susceptível a inchaço, enquanto a mais grossa é a da planta dos pés, devido ao atrito com o solo. A aparência também não é uniforme variando graduadamente de uma região para a outra.
Quando começamos a efectuar a avaliação do tipo de pele devemos questionar vários aspectos tais como :
  • Estado de Saúde
  • Antecedentes Cutâneos
  • Tipo de Alimentação
  • Cuidados de Higiene
  • Tratamentos Cosmetológicos anteriores
  • Idade
  • Tipos e hábitos de vida
  • Reacção ao Sol
  • Medicamentos
Existem vários tipos de Exames como métodos complementares para verificarmos os estados de pele, entre eles encontram-se o exame á luz de Wood que consiste numa lâmpada de mercúrio que emite radiação ultravioleta, esta Luz penetra até á Derme e é muito útil no Diagnóstico de alterações de pigmentação, alterações metabólicas e nas infecções fúngicas.


Imagem Lâmpada de Wood

A Determinação do pH , este exame é de extrema utilidade, uma vez que o contacto com substâncias agressivas, como detergentes, pode alterar o pH ,com este método dá para evitar a utilização de produtos tópicos inadequados. Os equipamentos de medição de pH são indispensáveis nos laboratórios.







Medidos do pH
Papel Universal para medidação de pH

*** Nota sobre pH - serve para medirmos a acidez, o carácter ácido de uma solução está relacionada com a concentração de iões H3O+ ( ou H+) presente numa Solução( quanto mais forte é um ácido, maior é a concentração desses iões na solução).
A Escala do pH varia entre o valor mínimo 0 (acidez máxima), e o valor máximo de 14 (basicidade máxima). A 25ºc uma solução neutra tem um valor de pH=7



Imagem de escala de pH

O pH é um importante indicador funcional da pele. Apresenta um valor ácido devido á produção de ácido láctico o que confere á superfície cutânea aquilo que se designa por "Manto ácido cutâneo". Este valor de pH permite que ocorra protecção bactericida e fungicida á superfície. O pH da pele normal varia entre 5,5 e 5,6 nas mulheres sendo ligeiramente inferior nos homens. Para que o manto protector seja eficiente, deve haver um funcionamento equilibrado das Glândulas Sebáceas , que é medido pelo grau de acidez da Superfície da pele. Quando a pele é oleosa apresenta um pH superior,quando se encontra seca ou desidratada apresenta um pH inferior.


Pele Seca
é sensível, fina, e áspera requer de diversos cuidados, em especial de uma boa base de nutrição que equilibre e forneça tudo o que a pele necessita. Se este tipo de pele não for tratada poderá evoluir para um envelhecimento precoce.

A pele seca pode ser:

Alípidica
( falta de gordura) a pele elimina quantidades mínimas, porém constantes de gorduras epidérmicas que juntamente com o suor irão formar uma película que cobre e protege a camada córnea (Manto Hidrolipidico), contribuindo para a coesão e lubrificação e protecção da pele.

Características de uma pele seca alípidica:

  • Secreção Sebácea Diminuída,
  • Pele fina,
  • Poros finos,
  • Tacto suave,
  • Descamativa,
  • Suporta o Sabão,
  • Sensível a factores externos (frio, calor, vento etc) e necessita de cuidados especiais a exposição solar,
  • Finas rídulas e linhas expressão pronunciadas á volta dos olhos e boca


Desidratada ( falta de Água) algumas características:
  • Secreção diminuída
  • Falta de emulsionantes naturais,
  • Pele fina, áspera, com pequenas vénulas visíveis,
  • Pele baça, poros finos, descamativa,
  • Resistente aos sabões,
  • Não suporta exposição solar,
  • Extremamente sensível ás mudanças climatéricas,
  • Finas rídulas e linhas de expressão á volta dos olhos e boca

Pele Oleosa quando as Glândulas Sebáceas produzem mais sebo que o necessário a pele torna-se gordurosa.

A pele Oleosa pode ser :

Oleosa normal que tem como características :
  • Secreção Sebácea / Sudorípara abundante
  • Pele espessa
  • Tacto untuoso, brilhante, poros fundos invisíveis
  • Suporta bem os sabões
  • Bronzeia sem problemas
  • Resiste bem ás variações climatéricas
  • Apresenta Comedons


Oleosa desidratada que tem como características:
  • Secreção Sebácea aumentada / Sudorípara diminuída (lípidos pouco hidrófilos -- não retendo humidade),
  • Pele espessa,
  • Tacto untuoso, brilhante, poros fundos e abertos,
  • Suporta bem os sabões,
  • Bronzeia sem problemas,
  • Tendência para descamação e formação de rugas,

oleosa asfixiada tem como características:
  • Secreção Sebácea anormalmente aumentada retida nos canais excretores,
  • Retenção de substâncias lipidicas no interior dos folículos,
  • Aspecto opaco e tacto rugoso devido á presença de micro quistos,
  • Extrema desprotecção, responsável pela má tolerância ao sabão e detergente,
  • Sensíveis á exposição solar e ás variações climatéricas,
  • Frequentemente irritável, predisposta ao aparecimento de acne,


No meu próximo Post irei falar no envelhecimento e nas suas causas .






3 comentários:

Osc@r Luiz disse...

Olá, sou biólogo e vou estar atento ao seu blog. :)
Seria interessante se abordasse em algum momento a "queratina".
Os meios de comunicação iludiram as pessoas, de que queratina é absorvida pela pele a cabelos e que eles ajudariam de alguma maneira simplesmente "esfregando" um creme ou usando um xampu com essa escleroproteína...
Acho que vale a sugestão.
Beijo.

Sandra Melo disse...

Obrigada pelo comentário e pela dica , assim que puder irei elaborar um artigo sobre o assunto .

Até lá abraços

estetica&cosmetica disse...

A informaçao é muito útil, ajudou-me imenso no meu trabalho sobre estados e tipos de pele.Obrigada e continue a publicar coisas relacionadas com a estetica :)